Jornal do Brasil

Terça-feira, 23 de Setembro de 2014

Internacional

Braço direito de Berlusconi é procurado no exterior

Agência ANSA

 O ex-senador italiano Marcello Dell'Utri afirmou que está no exterior para "cuidar de um problema de saúde e para descansar". Ele está sendo procurado após a Corte de Apelações de Palermo ter emitido uma ordem de custódia preventiva de prisão. Na próxima terça-feira, 15, uma audiência da Corte de Cassação poderá confirmar a condenação de sete anos de prisão por associação mafiosa de Dell'Utri. Em nota à Ansa, o ex-senador afirmou que não está fugindo.

    "Gostaria de salientar que eu não vou escapar do resultado processual do Supremo Tribunal Federal. É que eu estou com a saúde debilitada - e, entre outras coisas, há algumas semanas eu me submeti a uma angioplastia - estou fazendo mais testes", escreveu Dell'Utri. Ainda é um mistério o paradeiro do ex-senador. No início de abril estava em Beirute, segundo informações da Procuradoria Geral de Palermo. Mas fontes que trabalham no aeroporto internacional da capital libanesa desmentem que Dell'Utri tenha estado no país. O ex-senador não seria visto desde a metade do último mês de março, segundo informações da Direção Investigativa Antimáfia de Palermo (DIA), que está encarregada da notificação de custódia preventiva de Dell'Utri, emitida no último dia 8 de abril pela 3ª sessão da Corte de Apelações de Palermo. O advogado de Dell'Utri, Giuseppe Di Peri, afirmou que o ex-senador deverá retornar à Itália assim que estiver em condições físicas para isso. "Posso dizer que o doutor Dell'Utri está curando os problemas de saúde e quando sair a sentença da Cassação irá tomar sua decisão", afirmou Di Peri. De acordo com o advogado, ele encontrou seu cliente há dois ou três semanas e não o viu mais. (ANSA)

Tags: apelação, CORTE, dell utri, itália, premier

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.