Jornal do Brasil

Sábado, 20 de Setembro de 2014

Internacional

Papa relembra jesuíta morto na Síria e pede paz

Agência ANSA

O papa Francisco lamentou nesta quarta-feira (9) o assassinato do sacerdote jesuíta holandês Frans van der Lugt, que trabalhou por 50 anos em missões na Síria. "Sua morte brutal me encheu de dor e me fez pensar nas pessoas que ainda sofrem e morrem na Síria, a minha amada Síria, que há tanto tempo está presa a um sanguinário conflito", disse o Pontífice durante a audiência geral de hoje, na Praça São Pedro, recordando o jesuíta de 75 anos. 

"Aos responsáveis sírios e à comunidade internacional: Silenciem as armas na Síria, coloquem um fim à violência. Não queremos mais guerras, mais destruições", apelou Francisco, destacando que "a paz é atingida por meio do diálogo". 

Também na audiência geral de hoje, o papa Francisco deu sua benção a uma cruz fabricada com madeira de barcos que levam imigrantes africanos à ilha de Lampedusa, na Itália, considerada porta de entrada para a Europa por vias marítimas. Com dois metros de altura e 80 centímetros de largura, a cruz pesa 60 quilos e foi dada ao Pontífice em agradecimento à sua viagem a Lampedusa, no ano passado, durante a qual fez um apelo de solidariedade e paz na relação com os imigrantes.

Tags: audiência, lampedusa, PAZ, sírios, vaticano

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.