Jornal do Brasil

Sábado, 25 de Outubro de 2014

Internacional

Itália resgata 4 mil estrangeiros nas últimas 48 horas

Agência ANSA

A Itália socorreu cerca de 4 mil imigrantes nas últimas 48 horas que estavam em embarcações que apresentaram problemas de navegação no Mar Mediterrâneo, e que vinham do norte da África.     

De acordo com o ministro do Interior da Itália, Angelino Alfano, uma operação ininterrupta está sendo realizada para resgatar as pessoas que estão nas embarcações. O ministro informou que em dois dos barcos resgatados, com 300 e 361 pessoas respectivamente, havia pelo menos uma pessoa morta.     

"A Itália está sob uma pressão migratória fortíssima vinda da Líbia. Desde outubro do ano passado já salvamos cerca de 10 mil vidas. São traficantes da morte, que lucram com este tráfico e que fazem pedidos de socorro já a 30-40 milhas depois de ter deixado a costa da Líbia", declarou o ministro.     

A Itália gasta por dia 300 mil euros (cerca de R$909 mil), 9 milhões de euros por mês (cerca de R$27 milhões), para socorrer os imigrantes no Mar Mediterrâneo.     

Os deputados da Liga Norte Davide Caparini e Nicola Molteni declararam que é preciso barrar a entrada dos imigrantes que entram na Itália desta forma. "Alfano deve parar imediatamente com a onda de desembarques, o incessante fluxo de clandestinos na costa italiana, com um plano de recusa. O Executivo doa 80 euros ao mês aos trabalhadores italianos e concede entre 1200 e 1300 aos clandestinos. Nenhum cidadão italiano pode ambicionar tanto: a cada imigrante que desembarca são garantidos, bem como alojamento e alimentação, assistência genérica, serviço de limpeza, o fornecimento de lençóis e roupas, produtos de higiene, um pocket money de 2,50 euros por dia e um cartão com 15 euros".     

Desde o início de 2014 já foram resgatados mais de 15 mil imigrantes no Mar Mediterrâneo em situações semelhantes. Em outubro de 2013, cerca de 400 pessoas morreram em dois naufrágios ocorridos próximos à Ilha de Lampedusa, na Itália e no Canal da Sicília. 

Tags: barcos, Costa, ilegais, imigrantes, italiana

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.