Jornal do Brasil

Sábado, 26 de Julho de 2014

Internacional

Encontrada testemunha do caso Costa Concordia

Agência ANSA

Após um longo período de buscas, foi encontrado o timoneiro indonésio do navio Costa Concordia, que naufragou em janeiro de 2012 na ilha italiana de Giglio, Jacob Rusli Bin. Ele será chamado para depor no processo contra o capitão da embarcação no momento do acidente, Francesco Schettino.    Rusli Bin foi achado em Jacarta (Indonésia) pela Interpol, que o notificou imediatamente. 

No entanto, quando o tribunal de Grosseto que julga o caso decidir a data da convocação, ele poderá decidir se irá ou não viajar para testemunhar. O timoneiro já foi condenado em julho de 2013 pela Justiça italiana a um ano e oito meses de prisão por homicídio culposo, lesões culposas e naufrágio culposo.    

Na época, o indonésio declarou ser parcialmente culpado das acusações. Schettino, contudo, diz que Rusli Bin é o responsável pelo desastre que deixou 32 pessoas mortas. Segundo o capitão, ele não seguiu corretamente suas instruções para evitar um choque contra as rochas da ilha de Giglio.    

O processo contra o comandante será retomado em Grosseto no próximo dia 14. 

Tags: Costa, italiana, naufrágio, Navio, perícia

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.