Jornal do Brasil

Sábado, 1 de Novembro de 2014

Internacional

Ucrânia acusa pró-russos de fazer 60 reféns em Lugansk

Agência Brasil

As autoridades ucranianas informaram hoje (8) que ativistas pró-Rússia ocupam desde domingo a sede dos serviços de segurança em Lugansk, no Leste do país; colocaram minas no entorno do prédio e mantêm 60 pessoas como reféns.

Em comunicado, os serviços de segurança indicaram que os ativistas, que têm resistido às manobras das forças de segurança, recorreram a medidas terroristas para manter dezenas de pessoas dentro do edifício governamental.

“A unidade antiterrorista dos serviços de segurança ucranianos (…) averiguou que os criminosos colocaram minas no edifício (…) e mantêm como reféns cerca de 60 pessoas, ameaçando estas pessoas com armas e explosivos”, informa o comunicado.

Manifestantes pró-Rússia assumiram no domingo o controle de edifícios governamentais em várias cidades ao Leste da Ucrânia, região fronteiriça com a Rússia, onde a maioria da população fala russo.

Tags: capital, crise, mortes, política, UCRÂNIA

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.