Jornal do Brasil

Sábado, 25 de Outubro de 2014

Internacional

90 pessoas são detidas em confrontos na Ucrânia

Agência ANSA

Pelo menos 90 pessoas foram presas hoje, 8, após a invasão de prédios do governo em Kharkiv, na Ucrânia, por partidários da Rússia. Os prédios foram liberados após o envio de forças especiais da polícia, em uma operação "antiterrorismo", como foi classificada pelo ministro do Interior ucraniano, Arsen Avakov.

    Pelo menos 15 pessoas ficaram feridas hoje em confronto entre pessoas pró-Rússia e simpatizantes das novas autoridades ucranianas em Mikolaiv, na Ucrânia meridional. De acordo com o porta-voz da polícia local, ao menos 20 pessoas foram presas após invadirem a sede da administração regional.

    Em Donetsk, na Ucrânia ocidental, manifestantes pró-Rússia ocuparam o palácio do governo e da polícia. A sede da polícia já foi desocupada. Os manifestantes proclamaram a "república soberana de Donetsk". 

    A Rússia expressou preocupação com o envio de forças policiais ucranianas para reprimir os protestos de ativistas pró-Rússia e pediu que "sejam interrompidas quaisquer preparações militares que poderão desencadear em uma guerra civil".

    "Aqueles que estão organizando e que fazem parte desta provocação estão assumindo a responsabilidade de criar ameaças aos direitos, à liberdade e à vida de pacíficos cidadãos da Ucrânia, bem como a estabilidade do Estado ucraniano", escreveu o Ministério das Relações Exteriores russo em sua página no Facebook. (ANSA)

Tags: CONFLITO, crise, política, protesto, UCRÂNIA

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.