Jornal do Brasil

Terça-feira, 2 de Setembro de 2014

Internacional

Papa aprova proposta sobre futuro do Banco do Vaticano

Agência ANSA

O papa Francisco aprovou uma proposta sobre o futuro do Instituto para as Obras de Religião (IOR), conhecido como Banco do Vaticano e constantemente alvo de denúncias de lavagem de dinheiro e corrupção.

De acordo com um comunicado da Santa Sé, o IOR "continuará a servir com atenção e a fornecer serviços financeiros especializados à Igreja Católica em todo o mundo". Com isso, a entidade não terá suas atividades encerradas, como se especulou recentemente. "Esses serviços ajudam o papa em sua missão de pastor universal e apoiam instituições e indivíduos que colaboram com seu ministério", destacou a nota.

 Mas, em conformidade com o Motu Proprio de 8 de agosto de 2013 e de 15 de novembro de 2013, além da lei número 28 de transparência e supervisão que entrou em vigor em 8 de outubro de 2013, "foi introduzida uma ampla e articulada estrutura legal e institucional a fim de regular as atividades dentro da Santa Sé e da Cidade do Vaticano", ressaltou o comunicado.

As atividades do IOR continuarão sob a supervisão regulamentar a Autoridade de Informação Financeira (AIF), entidade competente da Santa Sé e do Estado da Cidade do Vaticano.

A proposta sobre o futuro das atividades do IOR foi desenvolvida em conjunto por representantes da Pontifícia Comissão do IOR, da Pontifícia Comissão sobre o Estudo e Organização da Estrutura Econômica-Administrativa da Santa Sé, da Comissão Cardinalícia do IOR e do Conselho de Superintendência do IOR. 

Tags: desvios, instituto, Obras, religião, vaticano

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.