Jornal do Brasil

Domingo, 21 de Setembro de 2014

Internacional

Cuba critica EUA por criação de 'falso Twitter'

Agência ANSA

Cuba criticou nesta sexta-feira (4) os Estados Unidos pela suposta criação de uma rede social para desestabilizar o governo da ilha. Em uma nota oficial do Ministério das Relações Exteriores, Cuba afirmou que os EUA "não renunciaram a seus planos subversivos contra a ilha, os quais têm como propósito incentivar situações de desestabilização no país para provocar mudanças em nossa ordem política e aos quais continuam investindo bilhões a cada ano".

"O governo dos Estados Unidos deve respeitar o direito internacional e os princípios da Carta das Nações Unidas. Portanto, deve cessar as ações ilegais e encobertas contra Cuba", ressaltou o comunicado.

Ontem (3), a Associated Press (AP) publicou que a Agência dos EUA para o Desenvolvimento Internacional (Usaid) criou a rede social "ZunZuneo", similar ao Twitter, com a ajuda de empresas de fachada em um paraíso fiscal. A iniciativa teria sido financiada por bancos estrangeiros.

De acordo com AP, a ideia era formar uma base de usuários, atraindo-os com notícias de entretenimento e esportes. Depois, influenciar manifestações contra o regime cubano, similar a que aconteceu nos países árabes a partir de dezembro de 2010. A rede entrou no ar em 2010, paralelamente à abertura política conduzida pelo presidente cubano, Raúl Castro, através da qual Havana afrouxou restrições aos cidadãos da ilha. O "ZunZuneo" (que em espanhol remete ao canto de um pássaro, como o "tweet", em inglês) durou dois anos e atrai milhares de usuários, que não tinham conhecimento das origens do site.

Tags: Americanos, Cubanos, internmet, Redes, sociais

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.