Jornal do Brasil

Sábado, 25 de Outubro de 2014

Internacional

Rebeca Grynspan toma posse como nova secretária ibero-americana

Jornal do Brasil

A costarriquenha Rebeca Grynspan assumiu nesta segunda-feira o cargo de secretária ibero-americana, em cerimônia celebrada na sede da SEGIB, em Madrid, na qual esteve presente o primeiro secretário geral ibero-americano, Enrique V. Iglesias, e o ministro de Assuntos Exteriores e de Cooperação da Espanha, José Manuel García Margallo.

Rebeca Grynspan, que começará a exercer oficialmente o cargo a partir do dia 1 de abril, foi eleita secretária geral ibero-americana numa reunião extraordinária dos ministros de Relações Exteriores, realizada em fevereiro no México, com representantes dos 22 países que formam a Conferência Ibero-americana. 

Em seu pronunciamento, Enrique V. Iglesias recordou o início da SEGIB e fez uma breve revisão da história das Cúpulas Ibero-americanas, ressaltando que estas são o primeiro fórum onde estiveram presentes todos os países da região, sem nenhuma ausência.

Costarriquenha Rebeca Grynspan é a nova secretária ibero-americana
Costarriquenha Rebeca Grynspan é a nova secretária ibero-americana

“A ideia era construir a cooperação”, manifestou Iglesias, que destacou que em 2013 houve dezenas de projetos com uma dotação global de 68 milhões de euros (um pouco mais do que noventa milhões de dólares).

Durante o seu discurso, Rebeca Grynspan afirmou que a Espanha foi uma população generosa e proativa na construção de espaços de diálogo e de cooperação entre as duas margens do Atlântico. Também agradeceu ao ministro de Relações Exteriores e de Cooperação espanhol, ao presidente Rajou e ao rei Juan Carlos, assim como aos representantes de governos anteriores.

Relativamente ao seu cargo como nova secretária geral ibero-americana, Grynspan afirmou que se sente muito honrada por “ser a primeira mulher à frente destas responsabilidades. Creio que se trata de outro feito na longa trajetória das mulheres ibero-americanas no caminho da igualdade de oportunidades e acesso a cargos de decisão e liderança”.

Sobre o espaço ibero-americano, Rebeca Grybspan afirmou que é uma realidade que existe além de afiliações, "uma vez que somos quase 10% da população mundial com 650 milhões de cidadãos que partilhamos comunidades linguísticas, visões do mundo, sentimentos, valores e aspirações". "Temos um passado e um presente em comum, mas é necessário imaginarmos juntos o futuro para responder a um cenário em mudança que nos obriga a reinventar o futuro", disse.

A atual secretária geral ibero-americana enfatizou também que o ibero-americano não deve competir, mas sim juntar, e que são necessárias relações de cooperação mais horizontais para partilhar aprendizagens e experiências que fluam em ambos os lados do oceano e no interior da região.

Por outro lado, Grynspan sublinhou que dará especial atenção aos programas de juventude, gênero, indígenas e afrodescendentes. Também ao desafio da educação de qualidade, à inovação científica e tecnológica e à cultura como elemento plural de transformação, desenvolvimento e progresso.

Por fim, a atual titular da secretaria geral ibero-americana prometeu começar o seu mandato visitando cada um dos países que formam a comunidade ibero-americana para escutar dos seus representantes políticos as suas expetativas e as suas ideias sobre o projeto ibero-americano

Por outro lado, o ministro espanhol José Manuel García Margallo ressaltou a emotividade da cerimônia, que representa uma nova etapa de continuidade no esforço de construção do ibero-americano, que até agora celebrou vinte e três cúpulas em vinte e três anos, uma façanha reforçada pelo trabalho de cada dia.

García Margallo identificou várias áreas de interesse especial, como o acolhimento mútuo entre o ibérico e o latino-americano, o impulso às pujantes empresas multilatinas, o papel ativo de Espanha como negociador nos acordos entre a União Europeia e a América Latina, programas de formação, reconhecimento mútuo de títulos, assim como a colaboração para aprofundar a colaboração cultural em espanhol através do Instituto Cervantes. Também avançar em vias para a resolução de conflitos sem a via judicial, através de arbitragem ou mediação e imaginar projetos de cooperação conjunta.

Tags: cerimônia, Costa, Espanha, posse, rica

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.