Jornal do Brasil

Quinta-feira, 18 de Setembro de 2014

Internacional

Venezuela vai criar Conselho Nacional de Direitos Humanos

Agência Brasil

O governo venezuelano criará o Conselho Nacional de Direitos Humanos para receber denúncias e investigar suspeitas de violação de direitos humanos. A informação foi divulgada hoje (27) pelo vice-presidente do país, Jorge Arreaza. Ele disse que "todas as instituições ligadas ao tema de direitos humanos e representações de organizações não governamentais poderão fazer parte do órgão".

Há um mês o governo promove conferências de paz para tentar solucionar a crise desatada por protestos diários da sociedade civil e que deixou 34 mortos até agora. Para negociar, a oposição exige a libertação de políticos e estudantes.

Os protestos são marcados por atos de violência e vandalismo, como incêndios, construção de barricadas e confrontos com a polícia. Os manifestantes reclamam de abusos cometidos pela Guarda Nacional na repressão aos protestos, mas o governo diz que só está reprimindo as manifestações violentas e o vandalismo de grupos de extrema direita.

O governo da Venezuela espera um pronunciamento da comissão de chanceleres da União de Nações Sul-Americanas (Unasul), com avaliação e possíveis recomendações sobre a crise do país. Os chanceleres estiveram em Caracas para fazer um levantamento dos conflitos e a ação do governo.

Ministros e vice-ministros do governo Nicolás Maduro disseram hoje, em diferentes entrevistas, que a comissão saiu do país com uma imagem positiva do que o governo está fazendo para solucionar os conflitos. Além disso, ministros anunciaram que o presidente Maduro irá acatar todas as sugestões da Unasul.

Tags: Atos, Caracas, crise, política, protestos, ruas

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.