Jornal do Brasil

Quarta-feira, 23 de Julho de 2014

Internacional

Japonês preso há 48 anos pode ser inocente

Agência ANSA

(ANSA) - O Tribunal de Shizuoka, no sudeste do Japão, decidiu libertar a pessoa mais idosa no corredor da morte no mundo, após o surgimento de evidências que levantam a hipótese de sua inocência. Iwao Hakamada, de 78 anos, recebeu a sentença de morte há 48 anos.

    Hakamada foi condenado em 1966 pelo assassinato de seu chefe, a esposa dele e seus dois filhos. Mas nos últimos anos novos evidências foram encontradas, entre elas testes de DNA com resultados negativos, o que suscitou na hipótese de que o homem possa ser inocente. Por conta disso, o Tribunal aceitou rever o seu caso. (ANSA)

Tags: condenação, injustiça, justiça, pena, revisão

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.