Jornal do Brasil

Sábado, 20 de Dezembro de 2014

Internacional

Maduro pede ajuda à Unasul para impulsionar diálogo na Venezuela

Agência Brasil

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, pediu o apoio da União de Nações Sul-Americanas (Unasul) para reforçar o diálogo que pretende estabelecer com os diferentes setores da sociedade pela paz no país.

"Eu pedi apoio para reforçar a Conferência de Paz da Venezuela e o Diálogo pela Paz", disse ele no programa de rádio Em contato com Maduro. O pedido foi feito nessa terça-feira (25), em Caracas, a uma missão de ministros dos Negócios Estrangeiros.

Nicolás Maduro pediu ainda à Unasul que participe da Comissão da Verdade, criada recentemente pelo Parlamento venezuelano para investigar os atos de violência que ocorreram no país desde fevereiro último. "Pedi apoio formal, oficial, para que acompanhem a Venezuela em um diálogo de alto nível pela paz com o governo dos Estados Unidos", acrescentou.

A pedido do governo venezuelano, uma missão de ministros dos Negócios Estrangeiros da Unasul chegou ontem a Caracas, para uma visita de 48 horas, a fim de avaliar a situação.

Além de Maduro, a missão se reuniu com vários líderes da oposição que integram a Comissão de Paz criada pelo governo, de quem ouviram, segundo fontes não oficiais, críticas ao discurso do Executivo, à forma como as forças que apoiam o regime conduzem o Parlamento e à falta de renovação dos poderes do Estado.

Os ministros estiveram ainda com representantes das comunidades evangélica, muçulmana e judaica e devem se encontrar hoje com dirigentes da coligação Mesa de Unidade Democrática.

Há seis semanas são registrados diariamente protestos em várias regiões contra a insegurança, a escassez de produtos, a repressão policial e pela libertação de presos políticos.

Os protestos, que incluem a instalação de barricadas nas estradas, têm desencadeado episódios de violência que já provocaram, pelo menos, 35 mortos e muitos danos materiais. 

Tags: fontes, Governo, oficiais, ouviram, pelo, quem, segundo

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.