Jornal do Brasil

Segunda-feira, 1 de Setembro de 2014

Internacional

Amigo de Putin, Berlusconi critica G7

Agência ANSA

Grande amigo de Vladimir Putin, o ex-premier da Itália Silvio Berlusconi criticou a decisão do G8 de convocar uma reunião para Bruxelas (Bélgica) sem a presença da Rússia. A medida é uma retaliação à anexação da Crimeia, península que pertencia à Ucrânia, por Moscou.    

"Acho contraproducente a decisão dos líderes reunidos em Haia [Holanda] de excluir a Federação Russa do G8. Acho imprudentes e distantes do espírito construtivo todas as decisões tomadas ultimamente pelas diplomacias ocidentais", afirmou o ex-primeiro-ministro.    

Segundo ele, a posição adotada por Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido contradiz o "longo e pesado" trabalho conduzido pelos seus governos para incluir totalmente a Rússia nos fóruns das democracias do ocidente. "De fato, eu que convidei em 1994 o presidente Boris Yeltsin ao G7 de Napoli e em 2011 transformei o G7 em G8 com o presidente Putin em Gênova", acrescentou.    

Líder da centro-direita italiana, Berlusconi foi premier de seu país em três períodos: entre maio de 1994 e junho de 1995, de junho de 2001 a maio de 2006 e de maio de 2006 a novembro de 2011. No entanto, ele está agora impedido de concorrer a cargos públicos por conta de uma condenação definitiva por fraude fiscal e teve seu mandato de senador cassado pelo Parlamento em novembro do ano passado.

Tags: capital, crise, mortes, política, UCRÂNIA

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.