Jornal do Brasil

Terça-feira, 29 de Julho de 2014

Internacional

Morre o ex-presidente espanhol Adolfo Suárez

Ele foi o primeiro chefe de governo do país após o franquismo

Agência ANSA

Morreu neste domingo (23), aos 81 anos, o ex-presidente da Espanha Adolfo Suárez, primeiro chefe de governo do país após o fim da ditadura franquista. Portador de mal de Alzheimer, ele faleceu em uma clínica de Madri onde estava internado desde a última segunda-feira (17).    

Segundo a imprensa local, o funeral de Estado do ex-mandatário acontecerá após alguns dias de luto nacional, durante os quais seu corpo será velado na sede do Parlamento espanhol. 

Apesar de herdeiro do franquismo, tendo ocupado diversos cargos públicos nos últimos anos do regime, Suárez foi nomeado presidente do governo pelo rei Juan Carlos em julho de 1976, alguns meses após a morte de Francisco Franco, para desmontar a estrutura da ditadura e conduzir o país em direção à democracia.    

Na época, ele tinha apenas 43 anos e era desconhecido da maior parte dos habitantes da Espanha. Sua administração foi responsável por promover a legalização dos partidos, a redação da nova constituição, a anistia a presos políticos, entre outras medidas.    

O ex-chefe de governo renunciou ao cargo em janeiro de 1981, pouco antes de uma tentativa frustrada de golpe militar. 

Tags: chefe, democracia, Espanha, franquismo, morte

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.