Jornal do Brasil

Sábado, 30 de Agosto de 2014

Internacional

Matteo Renzi nega relação conflituosa com a União Europeia

Agência ANSA

O primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, afirmou nesta sexta-feira (21) que seu país não tem qualquer relação conflituosa com a União Europeia (UE) e expressou seu desejo de investir no bloco econômico. "Temos uma grande confiança nas instituições europeias. A Europa não representa o nosso passado, mas o nosso futuro", declarou o premier, que está em Bruxelas (Bélgica) para um encontro do Conselho Europeu.    

Ontem (20), o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, cobrou mais uma vez o governo italiano para respeitar os parâmetros estabelecidos pela UE, incluindo aquele de manter o déficit público em, no máximo, 3% do Produto Interno Bruto (PIB). 

Existe o temor de que Renzi possa ultrapassar essa barreira para patrocinar seu ambicioso pacote de reformas, que inclui o corte de impostos para pessoas e empresas e investimentos bilionários em infraestrutura educacional. No entanto, o premier reiterou que seu país cumpre todos os compromissos assumidos com o bloco. No segundo semestre deste ano, a Itália vai assumir a presidência rotativa da União Europeia, posto que agora é ocupado pela Grécia. O objetivo do primeiro-ministro é acelerar a reestruturação da economia italiana, assim como de seu sistema político, para chegar em julho "tendo o que dizer".    

"Não é verdade que a presidência rotativa seja um compromisso burocrático. A Itália pode chegar tendo muito para falar e fazer, mas primeiro precisa ser capaz de desenvolver um gigantesco trabalho em relação às suas reformas", acrescentou.

Tags: crise, italianos, política, premier, Ue

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.