Jornal do Brasil

Quinta-feira, 31 de Julho de 2014

Internacional

Rússia nega ataque a navio ucraniano

Agência ANSA

A assessoria de imprensa da Frota do Mar Negro, unidade da Marinha russa que está instalada na costa da Crimeia, desmentiu à ANSA a notícia de que o navio ucraniano Ternopil foi atacado no porto da cidade de Sebastopol. A informação também foi confirmada por outras fontes ligadas às Forças Armadas de Moscou.    

Um pouco antes, o porta-voz do Ministério da Defesa da Ucrânia, Vladislav Seleznev, havia dito que a embarcação tinha sido sequestrada por um grupo de homens munidos de granadas de efeito atordoante e armas automáticas. Além disso, o primeiro-ministro interino Arseni Yatseniuk declarou que Kiev responderá militarmente a todas as tentativas de Moscou de anexar as regiões do leste do país, onde vive uma grande população de etnia russa. 

"Quero advertir oficialmente a Rússia. Responderemos firmemente, incluindo com meios militares, a qualquer tentativa de se apossar da Ucrânia, de atravessar a fronteira ou de tomar regiões do leste por parte das tropas russas", salientou o chefe de governo.    

No entanto, durante uma reunião em Washington (Estados Unidos) com o chefe do Pentágono, Chuck Hagel, o ministro da Defesa da Rússia, Sergey Shoygu, garantiu que o Exército do seu país está perto da fronteira ucraniana apenas para realizar exercícios militares, não para atacar.

Tags: crimeia, política, russos, ucranianos, xcrise

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.