Jornal do Brasil

Quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

Internacional

Rússia aprova sanções contra políticos dos EUA

Lista inclui conselheiros de Barack Obama e John McCain

Agência ANSA

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia anunciou nesta quinta-feira (20) a adoção de sanções contra nove dirigentes e parlamentares dos Estados Unidos, incluindo três conselheiros do presidente Barack Obama e do senador republicano John McCain.    

Com isso, as pessoas afetadas pela medida estão proibidas de entrar em território russo. Também fazem parte da relação o líder dos senadores democratas, Harry Reid, o presidente da Câmara dos Deputados, John Boehner, o presidente da comissão de relações exteriores do Senado, Robert Menendez, além dos senadores Dan Coats e Mary Landrieu. Já os três conselheiros de Obama atingidos são Caroline Atkinson, Daniel Pfeiffer e Ben Rhodes. "Estou orgulhoso por ter sido incluído na lista daqueles que são contra as agressões de Vladimir Putin", declarou Boehner.

A restrição imposta pela Rússia a políticos norte-americanos é uma resposta às sanções já aprovadas pelo governo dos Estados Unidos contra aqueles considerados responsáveis pela crise na Crimeia, república autônoma que pertencia à Ucrânia e foi anexada por Moscou, assim como a cidade de Sebastopol.    

"Foi assinada uma ordem do Executivo que autoriza impor sanções não somente contra indivíduos, mas também contra setores inteiros da economia russa", declarou Obama. As medidas incluem o veto ao ingresso em solo dos EUA e o congelamento de eventuais ativos que as pessoas afetadas possuam no país. 

Tags: capital, crise, mortes, política, UCRÂNIA

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.