Jornal do Brasil

Quinta-feira, 30 de Outubro de 2014

Internacional

Ucrânia diz que soldado foi morto na Crimeia e conflito entrou em fase militar

Agência Brasil

Depois do presidente russo Vladimir Putin aprovar um projeto de tratado para incorporar a Crimeia à Rússia e afirmar que a “Crimeia sempre foi e será” parte de seu país, o Ministério da Defesa da Ucrânia informou que um oficial foi morto e outro ficou ferido durante um ataque de homens armados a uma base ucraniana em Simferopol, capital da Crimeia.

Segundo o porta-voz do Ministério da Defesa ucraniano na Crimeia, Vladislav Selezniov, todos os militares da base foram detidos e tiveram os documentos, dinheiro e armas confiscados.

O primeiro-ministro interino da Ucrânia, Arseni Iatseniuk, disse que o conflito na península saiu da fase política e entrou em uma fase militar depois dos disparos de forças russas contra soldados ucranianos. “Hoje, as tropas russas começaram a disparar contra os nossos soldados. É um crime de guerra”, disse. Iatseniuk pediu a convocação de uma reunião dos ministros da Defesa da Ucrânia, Rússia, dos Estados Unidos e do Reino Unido para garantir a integridade territorial da Ucrânia e evitar uma escalada na violência.

Em discurso mais cedo no Parlamento russo, Putin reiterou que considera o novo governo da Ucrânia ilegal e criticou o apoio dos países ocidentais a Kiev, afirmando que o Ocidente “ultrapassou uma linha vermelha”. O presidente destacou valores comuns entre a Crimeia e a Rússia. “Na Crimeia, estão os túmulos de soldados russos e a cidade de Sebastopol é a pátria da frota do Mar Negro”.

 

Tags: capital, crise, mortes, política, UCRÂNIA

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.