Jornal do Brasil

Domingo, 18 de Fevereiro de 2018 Fundado em 1891

Internacional

Pussy Riot criam centro para direitos de presos

Agência ANSA

Duas integrantes do grupo Pussy Riot, Nadezhda Tolokonnikova e Maria Aliokhina, anunciaram a criação de um centro de defesa dos direitos humanos dos prisioneiros nos campos de trabalho da Mordóvia.    

"Esta é provavelmente a rede mais aterrorizante de campos de trabalho e sabemos isso por conta da nossa experiência", disse Tolokonnikova, durante uma coletiva de imprensa em Saransk, na Mordóvia. 

O centro será instalado em uma das numerosas penitenciárias locais.    

Tolokonnikova foi enviada à Mordóvia, a cerca de 550 km a leste de Moscou, onde alegou ter sofrido maus tratos e ameaças de morte. A ativista ainda denunciou condições inumanas de vida e trabalho na colônia penal.    

Ela chegou a promover uma greve de fome para ser transferida, sendo levada mais tarde à Sibéria.

Tags: UCRÂNIA, banda, crise, punk, russia

Compartilhe: