Jornal do Brasil

Domingo, 25 de Setembro de 2016

Internacional

Guerrilhas colombianas recrutaram mais de 1.300 crianças em dois anos

Agência Brasil

Quase 1.400 crianças foram recrutadas por guerrilhas entre 2012 e 2013 na Colômbia, segundo dados divulgados nessa quarta-feira (12) por um grupo ligado ao Ministério da Defesa. As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) recrutaram 1.255 menores nos últimos dois anos, enquanto o Exército de Libertação Nacional (ELN), a segunda maior guerrilha, integrou às suas fileiras 132 crianças.

Putumayo e Nariño, na fronteira com o Equador, bem como Huila (Sul) e Meta (Centro), são as localidades com o maior número de casos. Entre janeiro de 2002 e março do ano passado, 3.780 crianças e jovens foram resgatados das fileiras das duas guerrilhas.

Cerca de 1.160 desses menores, que correspondem a cerca de 30% do total, são meninas ou adolescentes "que abandonaram a subversão" depois de terem sido vítimas de violações, trabalhos forçados, abortos e agressões físicas e psicológicas", indicou o organismo, em comunicado do Ministério da Defesa.

Os números foram apresentados no quadro da campanha que visa a evitar que crianças e jovens sejam aliciados por grupos armados.

Tags: COLÔMBIA, exército, Farc, Menor, recrutamento

Compartilhe: