Jornal do Brasil

Quinta-feira, 18 de Setembro de 2014

Internacional

Guerrilhas colombianas recrutaram mais de 1.300 crianças em dois anos

Agência Brasil

Quase 1.400 crianças foram recrutadas por guerrilhas entre 2012 e 2013 na Colômbia, segundo dados divulgados nessa quarta-feira (12) por um grupo ligado ao Ministério da Defesa. As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) recrutaram 1.255 menores nos últimos dois anos, enquanto o Exército de Libertação Nacional (ELN), a segunda maior guerrilha, integrou às suas fileiras 132 crianças.

Putumayo e Nariño, na fronteira com o Equador, bem como Huila (Sul) e Meta (Centro), são as localidades com o maior número de casos. Entre janeiro de 2002 e março do ano passado, 3.780 crianças e jovens foram resgatados das fileiras das duas guerrilhas.

Cerca de 1.160 desses menores, que correspondem a cerca de 30% do total, são meninas ou adolescentes "que abandonaram a subversão" depois de terem sido vítimas de violações, trabalhos forçados, abortos e agressões físicas e psicológicas", indicou o organismo, em comunicado do Ministério da Defesa.

Os números foram apresentados no quadro da campanha que visa a evitar que crianças e jovens sejam aliciados por grupos armados.

Tags: COLÔMBIA, exército, Farc, Menor, recrutamento

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.