Jornal do Brasil

Terça-feira, 21 de Outubro de 2014

Internacional

Empresa aérea investiga conduta de copiloto de avião desaparecido

Agência Brasil

A Malaysia Airlines investiga a veracidade da informação de que o copiloto do avião desaparecido desde sábado (8) não cumpria as normas de segurança da companhia e convidava passageiras para a cabine.

Jonti Roos, de nacionalidade sul-africana, relatou ao Canal 9 da televisão australiana que, em dezembro de 2011, passou, com a sua amiga Jaan Maree, uma hora na cabine do avião, a convite de Fariq Ab Habid, conversando e fumando, durante viagem entre Phuket (Tailândia) e Kuala Lumpur (Malásia).

Fariq Ab Habid, 27 anos, com 2.763 horas de voo, ingressou na Malaysia Airlines em 2007 e era o copiloto do voo MH370, sobre o qual ainda não há informações.

A empresa disse que se sente consternada pelo relato, que terá de confirmar, assim como as fotografias e imagens de vídeo do suposto ‘incidente'.

O avião da Malaysia Airlines, com 239 pessoas a bordo, desapareceu no passado sábado dos radares, depois de ter descolado de Kuala Lumpur rumo a Pequim.

Vários países participam dos esforços para localizar o aparelho. As buscas se estendem hoje ao Mar de Andaman.

Tags: airlines, avião, malasya, queda, voo

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.