Jornal do Brasil

Sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

Internacional

Costa Concordia: ex-CEO culpa Schettino por naufrágio

Agência ANSA

O ex-presidente e ex-CEO da Costa Crociere Pier Luigi Foschi prestou depoimento como testemunha no processo sobre o naufrágio do Costa Concordia em 13 de janeiro de 2012 e responsabilizou Francesco Schettino, ex-capitão da embarcação, pelo acidente.    

Segundo ele, a empresa realizou uma investigação interna logo após o fato e apurou que a culpa foi da equipe que comandava o navio na ocasião. "Em 16 de janeiro de 2012, em uma coletiva de imprensa, eu já tinha indicado a responsabilidade do comando. A companhia não acha adequados os tempos de resposta a bordo", afirmou.    

Schettino está sendo julgado pelo Tribunal de Grosseto, na Itália, pelos crimes de homicídio múltiplo por imprudência, danos ao meio ambiente e abandono de navio. Em julho do ano passado, a Justiça italiana já condenou cinco réus pelo naufrágio, que deixou 32 mortos.    

Foschi também contou que estava em Guadalupe, no Caribe, durante um cruzeiro no Costa Luminosa, quando ficou sabendo do acidente. "A minha reação foi como se tivesse caído o mundo sobre mim, eu estava longe, não tinha informações", declarou.

Tags: Costa, italiana, naufrágio, Navio, perícia

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.