Jornal do Brasil

Sábado, 20 de Dezembro de 2014

Internacional

Primeiro-ministro da Ucrânia diz que referendo é ilegítimo

Agência Brasil

O primeiro-ministro da Ucrânia, Arseni Iatseniuk, disse hoje (6) em Bruxelas que a Crimeia é e continuará a ser parte integrante do país e pediu a Moscou que não apoie o que chamou de governo ilegítimo.

“O referendo é uma decisão ilegítima e não tem qualquer base legal”, disse Iatseniuk, ao se referir à decisão do Parlamento da Crimeia de convocar uma consulta popular sobre uma eventual secessão da península do sul da Ucrânia.

Iatseniuk, que falava ao final de uma reunião com chefes de Estado da União Europeia (UE), desafiou a Rússia a construir uma nova relação com a Ucrânia.

A Crimeia é uma república autônoma localizada no Sul do país e está sob controle de forças pró-russas, que aprovaram hoje um pedido ao presidente russo, Vladimir Putin, para uma união com a Rússia e convocaram um referendo para o dia 16 de março sobre a eventual separação da Ucrânia.

Tags: CONFLITO, crise, política, protesto, UCRÂNIA

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.