Jornal do Brasil

Quinta-feira, 28 de Agosto de 2014

Internacional

Enviado das Nações Unidas para Crimeia foi detido por homens armados, diz ONU

Agência Brasil

A diplomacia ucraniana divulgou que Robert Serry, enviado especial da Organização das Nações Unidas (ONU) para a Crimeia, no sul da Ucrânia, foi detido hoje (5) por homens armados e vestidos com uniformes em Simferopol, a capital da república autônoma ucraniana. Um alto responsável da ONU confirmou que Serry foi ameaçado por homens armados e forçado a regressar ao hotel, garantindo que o enviado especial está bem.

O vice-secretário-geral da ONU, Jan Eliasson, afirmou, em videoconferência de Kiev, que Serry estava “em frente à sede das Forças Navais” quando foi abordado por “homens não identificados” e armados que tentaram intimidar e obrigar o enviado especial “a deixar a Crimeia”. Eliasson está na capital ucraniana em uma missão das Nações Unidas.

Um jornalista do canal de televisão britânico ITV, James Mates, que acompanhava o enviado especial, escreveu na rede social Twitter que o carro de Serry foi abordado por homens armados quando este visitava as instalações da Marinha. De acordo com o repórter britânico, o enviado especial recusou-se a seguir os homens e saiu do carro a pé, tendo entrado depois em um café que ficava nas imediações. O jornalista acrescentou que os homens, que usavam braçadeiras “pró-russas pretas e douradas”, ficaram na rua, de forma a impedir que Robert Serry saísse do café.

Tags: capital, crise, mortes, política, UCRÂNIA

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.