Jornal do Brasil

Sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

Internacional

Putin diz não ter planos de anexar a Crimeia

Agência ANSA

O presidente russo, Vladimir Putin, disse nesta terça-feira que seu país não tem planos de anexar a Crimeia, apesar da forte presença militar no local, e que "somente os cidadãos podem e devem decidir sobre seu futuro em condições de livre expressão de vontade e segurança".    

Em coletiva de imprensa, ele disse que quem quiser impor sanções a Moscou, em referência aos Estados Unidos, deve pensar nas consequências, pois "os danos serão recíprocos".    Ele ainda advertiu que seu país não irá reconhecer as eleições convocadas na Ucrânia em 25 de maio. 

Putin, que se reuniu há poucos dias com o mandatário ucraniano deposto Viktor Yanukovich, disse que, com um pedido do colega, a decisão de deslocar militares na região "será legítima".    

EUA 

O governo norte-americano anunciou a suspensão de "todas as relações militares" entre Washington e Moscou após a intervenção na Crimeia, apontou um comunicado do Pentágono.    

Os Estados Unidos ainda anunciaram um pacote de ajuda econômica ao novo governo ucraniano que inclui garantias sobre empréstimos para compensar eventuais perdas de subsídios energéticos, informou a Casa Branca.    

O plano prevê o apoio técnico para as instituições financeiras ucranianas, ajuda para formação de observadores e assistência no combate à corrupção eleitoral. O secretário de Estado dos EUA, John Kerry, está em Kiev, onde vai discutir o plano de ajuda para o novo governo.  

Tags: capital, crise, mortes, política, UCRÂNIA

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.