Jornal do Brasil

Sábado, 19 de Abril de 2014

Internacional

Integrantes da banda punk Pussy Riot foram agredidos por policiais em Sochi

Portal Terra

A polícia russa sempre foi famosa mundialmente em razão dos seus oficiais serem popularmente chamados de “carrancudos”. O vice-primeiro-ministro Dmitry Kozak afirmou que essa postura foi alterada em Sochi 2014 e que essa mudança pode servir como legado para o dia a dia da população.

O político, aliado do presidente Vladimir Putin, destacou a eficiência da segurança até o momento nos Jogos Olímpicos de Inverno. Havia o temor de um ataque terrorista por parte de populações etnicamente favoráveis à separação do território russo.

“Acho que o trabalho foi brilhante. Temos muito oficiais de segurança e policiais que adquiriram uma enorme experiência. O sorriso amigável dos policiais também é um elemento do legado olímpico”, disse Kozak.

“A segurança é hoje um problema de natureza global. É claro que estávamos preocupados, assim como qualquer outro governante do planeta, independente do fato de se ter um evento olímpico ou outro de massa. A Olimpíada se tornou alvo dos terroristas já há um longo tempo. Depois dos eventos em Boston (as bombas no final da maratona de 2013) todos os serviços especiais se juntaram como forma de evitar um ato terrorista. Todos cumpriram de forma brilhante essa tarefa”, completou.

Um dos questionamentos a Kozak foi os protestos feitos pelo Pussy Riot, quando algumas das suas integrantes chegaram a ser chicoteadas no centro de Sochi por forças policiais. O outro evento foi a prisão por três anos de um ativista ambiental  acusado de vandalismo..

“As garotas vieram aqui especificamente para provocar esse conflito. Elas estavam procurando isso por um longo tempo e elas entraram em conflito com habitantes locais”, disse. “Sobre o ato de hooliganismo, ele foi apreendido de acordo com a lei russa. As garotas, por outro lado, nem foram levadas sob custódia”, afirmou.

Outra crítica foi o custo estimado de 50 bilhões de euros (R$ 162 bilhões) para os Jogos de Sochi 2014, provocando severas acusações da imprensa ocidental sobre a corrupção governamental. “Boa parte desse dinheiro foi alocada para modernizar a cidade. Temos um controle severo sobre o nosso orçamento e, de acordo com as investigações e o controle, não encontramos casos graves de corrupção”, rebateu.

Tags: jogos, polícia, russa, sochi, vandalismo

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.