Jornal do Brasil

Domingo, 23 de Novembro de 2014

Internacional

"É questão de horas para fechar governo", diz novo premier italiano

Agência Brasil

O primeiro-ministro encarregado da Itália, Matteo Renzi, declarou nesta quinta-feira (20) que é apenas "questão de horas" para concluir a formação do novo governo do país. O secretário do centro-esquerdista Partido Democrático (PD) e agora ex-prefeito de Florença recebeu do presidente Giorgio Napolitano a missão de apresentar um gabinete para substituir a administração de Enrico Letta, também do PD, que renunciou na semana passada após perder apoio da sigla. 

Entre as pendências que ainda faltam resolver são os nomes para três ministérios-chave: Economia, Interior e Justiça. No primeiro, Renzi cogita uma separação entre Tesouro e Finanças. Um dos cotados para assumir a pasta -- ou uma possível subdivisão dela -- é o ex-presidente executivo da Telecom Italia Franco Bernabè.    

Já no Interior pode haver uma recondução do líder do Nova Centro-Direita (NCD), Angelino Alfano, que provavelmente também será mantido como vice-premier. Nos dois últimos dias, o primeiro-ministro encarregado se reuniu com todas as forças políticas representadas no Parlamento, incluindo as duas maiores legendas de oposição: o Movimento 5 Estrelas (M5S), do comediante Beppe Grillo, e o Forza Italia (FI), de Silvio Berlusconi. "Depois de um dia e meio de encontros, diálogos e aprofundamentos, estou convencido de que tenho as condições para fazer um ótimo trabalho", disse Renzi.

Tags: crise, italiana, política, primeiro-ministro, Renuncia

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.