Jornal do Brasil

Quarta-feira, 17 de Setembro de 2014

Internacional

Vaticano quer reformular departamento de comunicação

Ideia é centralizar todos os veículos em uma gerência

Agência ANSA

O Vaticano está analisando a possibilidade de reorganizar seu departamento de comunicação, para que a gestão - atualmente fragmentada em várias unidades - fique mais centralizada e simplificada. O projeto surge ao mesmo tempo em que o papa Francisco estuda com um grupo de oito cardeais a reforma da cúria e do Instituto para as Obras de Religião (IOR), conhecido como Banco do Vaticano. 

A ideia de reformular o departamento de comunicação tomou forma em 18 de dezembro, na comissão de assuntos econômicos e administrativos da Santa Sé, e em um serviço contratado da consultora internacional McKinsey & Company para a elaboração de um "plano integrado" que proporcione maior "funcionalidade, eficácia e modernização" aos meios de comunicação do Vaticano. De acordo com fontes locais, a empresa, porém, ainda não finalizou o trabalho. 

A consultora continua recolhendo informações sobre o departamento para formular estratégicas.    Mas a proposta que tem ganhado mais força no Vaticano é a de centralizar a Rádio Vaticana, o L'Osservatore Romano, o Centro Televisivo Vaticano (CTV) e a Sala de Imprensa da Santa Sé sob a gerência do Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais.    

Cada veículo, no entanto, manteria sua linha editorial e sua direção. Esta não é a primeira vez que se fala de um novo plano de comunicação para o Vaticano. Um estudo nesse âmbito já tinha sido realizado pelo cardeal Attilio Nicora durante sua gestão na Administração do Patrimônio da Sede Apostólica (Apsa). No entanto, com a atual reestruturação da cúria e do IOR, a hipótese se torna mais concreta.

Tags: cardeais, igreja, papa, reforma, reformulação

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.