Jornal do Brasil

Quarta-feira, 26 de Novembro de 2014

Internacional

Rússia condena protestos na Ucrânia como “tentativa de golpe de Estado”

Agência Brasil

A Rússia classificou hoje (19) os protestos na Ucrânia como uma tentativa de golpe de Estado e exigiu que os líderes da oposição ponham um fim imediato à violência.

"Trata-se de uma tentativa de golpe de Estado”, afirmou o Ministério dos Negócios Estrangeiros russo em um comunicado, referindo-se aos protestos que entre ontem (18) e hoje se tornaram violentos confrontos com a polícia.

“A Rússia exige que os líderes [da oposição] façam cessar o derramamento de sangue no país e retomem sem demora o diálogo com o poder legítimo, sem ameaças nem ultimatos”, acrescenta o texto.

Um porta-voz do presidente russo, Vladimir Putin, informou que o chefe de Governo da Rússua falou por telefone com o presidente ucraniano, Viktor Ianukovitch, sobre a crise política, mas destacou que Putin “não dá conselhos”.

“Houve uma conversa por telefone ontem [terça-feira] à noite. O presidente da Rússia nunca deu nem dá conselhos ao seu colega ucraniano sobre o que fazer e como, e não planeja fazê-lo no futuro”, disse Dmitry Peskov.

Pelo menos 25 pessoas morreram e mais de 200 ficaram feridas nos confrontos de ontem entre manifestantes e a polícia na capital da Ucrânia, Kiev, segundo as autoridades do país.

A crise política na Ucrânia começou no final de novembro quando milhares de pessoas saíram às ruas para protestar contra a decisão do presidente de suspender os preparativos para a assinatura de um acordo de associação com a União Europeia e de reforçar os laços com a Rússia.

Tags: CONFLITO, crise, política, protesto, UCRÂNIA

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.