Jornal do Brasil

Segunda-feira, 21 de Abril de 2014

Internacional

Sobe para 13 o número de mortos em confrontos em Kiev

Agência ANSA

Uma série de confrontos nesta terça-feira (18) em Kiev, na Ucrânia, deixou ao menos 13 mortos, sendo sete civis e seis policiais. Mais de 150 pessoas teriam ficado feridas.

A violência começou quando as forças de segurança tentaram fazer um cordão para impedir que mais de 5 mil manifestantes se aproximassem do Parlamento, onde hoje se discute a reforma constitucional pedida pela oposição para reduzir os poderes do presidente Viktor Yanukovich.

Os policiais usaram gás de efeito moral e balas de borracha para conter os protestos. Nos tumultos, três carros de polícia foram incendiados diante do Parlamento. Fontes locais também relataram que entre 200 e 300 manifestantes invadiram a sede do partido governista, ligado ao presidente Viktor Yanukovich, portando coquetel molotov.

Após os confrontos, as autoridades ucranianas deram um ultimato de duas horas para que os manifestantes se retirem das ruas.

Caso contrário, serão adotadas medidas contra os protestos. Por sua vez, a Rússia, que é próxima do governo de Yanukovich, disse que os novos episódios de violência em Kiev são "resultados direto" da política ocidental. "Os políticos ocidentais e as organizações europeias encorajam as provocações contra o governo", afirmou o Ministério das Relações Exteriores de Moscou.

Tags: capital, crise, mortes, política, UCRÂNIA

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.