Jornal do Brasil

Sexta-feira, 1 de Agosto de 2014

Internacional

Líder da oposição ucraniana vai ao encontro do presidente

Agência ANSA

O líder da oposição ucraniana, Vitali Klitschko, dirigiu-se, na noite de hoje (18), à sede do governo para um encontro com o presidente Viktor Ianukovitch, enquanto policiais e manifestantes se defrontavam em Kiev, anunciou a porta-voz do ex-campeão de boxe. “Klitschko chegou à Rua Bankova [onde se localiza a Presidência]. Ele foi ver Ianukovitch”, escreveu Oksana Zinovieva, na sua conta na rede social Twitter.

Nesta terça-feira, a União Europeia, a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e vários países, entre os quais os Estados Unidos e a França, condenaram a escalada de violência na capital ucraniana, onde morreram pelo menos nove pessoas – sete civis e dois policiais – em confrontos entre autoridades e manifestantes da oposição.

Após várias semanas de calma, Kiev voltou a ser palco de violentos confrontos entre ativistas antigovernamentais e forças de segurança. Segundo a polícia, pelo menos nove pessoas morreram. O governo deu um ultimato aos manifestantes para que se desmobilizassem e deixassem as ruas na tarde de hoje, mandando que a polícia de choque avançasse até o principal ponto de concentração.

Vitali Klitschko pediu que mulheres e crianças abandonassem a Praça da Independência, um dos pontos de concentração dos ativistas antigovernamentais, no centro da capital. A circulação no metrô de Kiev foi interrompida.

Desde o fim de janeiro, não se registravam confrontos entre manifestantes e policiais na Ucrânia.A crise política no país começou no fim de novembro, quando milhares de pessoas saíram às ruas para protestar contra a decisão do presidente Ianukovitch de suspender os preparativos para a assinatura de um acordo de associação com a União Europeia.

Tags: Atos, mortes, protestos, ruas, UCRÂNIA

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.