Jornal do Brasil

Terça-feira, 16 de Setembro de 2014

Internacional

À espera de nomeação, Renzi estuda lista de ministros

Líder do Partido Democrático deve formar novo governo da Itália nos próximos dias

Agência ANSA

O líder do Partido Democrático (PD) Matteo Renzi, que deve ser escolhido para formar o novo governo da Itália nos próximos dias, prepara a lista de ministros que formarão seu gabinete. Ele deve deixar Florença, onde atua como prefeito, para seguir para Roma ainda hoje.

Se Renzi conseguir formar um novo governo, e após isso receber voto de confiança no Parlamento, ele será o terceiro premier escolhido indiretamente desde Silvio Berlusconi, o último votado pela população.    

O Presidente da Itália, Giorgio Napolitano, de 88 anos, manteve consultas no Quirinale, sede da Presidência, com as diferentes forças políticas, nesta sexta-feira e sábado. O chefe de Estado disse que conduziu as reuniões "com muita rapidez", para permitir que o futuro premier "tenha o tempo necessário" para preparar com serenidade o nascimento do novo governo de coalizão. Ele não falou sobre o nome que substituiria o ex-premier Enrico Letta, apenas que as negociações foram "intensas".    

Renzi não deve receber o encargo, no entanto, antes desta segunda-feira. Neste meio tempo, ele tenta fazer aliança com as legendas que apoiavam seu antecessor, especialmente Angelino Alfano, que atuou como vice-primeiro-ministro, e lidera o partido Nova Centro-Direita (NCD).    

Considerado herdeiro político do ex-premier Silvio Berlusconi, Alfano disse que o ex-mentor, com quem brigou no ano passado, se rodeou de "idiotas inúteis".

Tags: Governo, itália, ministros, mudanças, renzi

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.