Jornal do Brasil

Quinta-feira, 24 de Julho de 2014

Internacional

Barroso pede que UE não seja deixada para extremistas

Agência ANSA

O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, pediu aos "líderes europeus" que expressem seus descontentamentos com a União Europeia (UE) mas que "não deem as costas" ao bloco, dando espaço para grupos "xenófobos e forças extremistas".    

Barroso pediu, em coletiva de imprensa junto ao premier holandês, Mark Rutte, que "digam o que não gostam na UE, para melhorá-la".    

Barroso ainda advertiu a Suíça de que "os pactos devem ser respeitados" e disse que não negociarão "a livre circulação de pessoas", que constitui uma parte "essencial" dos acordos.    

"A UE oferece condições excepcionais à Suíça e não é justo que a Suíça não dê as mesmas condições", destacou sobre o referendo realizado no último domingo que aprovou uma proposta que limita a imigração.

Tags: acordos, crise, europeia, presidência, união

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.