Jornal do Brasil

Quarta-feira, 16 de Abril de 2014

Internacional

Ainda não me sinto primeira-dama, diz mulher de futuro premier italiano

Agência ANSA

A mulher do secretário do Partido Democrático (PD), Agnesa Renzi, disse que ainda não se sente "primeira-dama" da Itália. A declaração foi dada minutos depois do atual premier, Enrico Letta, anunciar que pedirá amanhã (14) sua renúncia do cargo. "Não sei nada. Não tem nada formalizado", disse Agnesa, esposa de Matteo Renzi, que deve assumir o posto de Letta.

Ela, porém, garantiu que seu marido se dará por inteiro ao governo italiano. "O seu empenho será total. Renzi colocará no governo a mesma energia que coloca em todas as outras coisas que faz", destacou. 

Nesta tarde, Renzi fez um discurso pedindo o fim do governo Letta e propondo uma nova coalizão para liderar a Itália até 2018. Letta, que também é membro do PD, anunciou em seguida que pedirá oficialmente sua renúncia amanhã.

Tags: crise, italiana, política, primeiro-ministro, Renuncia

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.