Jornal do Brasil

Quinta-feira, 18 de Setembro de 2014

Internacional

Liberdade de imprensa piora no mundo, diz relatório

Agência ANSA

Foi divulgado nesta quarta-feira (12), o relatório do grupo Repórteres Sem Fronteiras que mostra piora na liberdade de imprensa em todo o mundo. Os dados do levantamento mostraram que, durante o período avaliado, até os países democráticos tiveram cerceamento da liberdade de imprensa.    

Entre os poucos pontos positivos do relatório está a Itália, que segundo o grupo "finalmente saiu de uma espiral negativa". Já os Estados Unidos, França, Grã-Bretanha e o Brasil apresentaram queda na liberdade da divulgação de notícias. Esse desempenho, no caso dos EUA está relacionado ao tratamento dado ao ex-analista da NSA Edward Snowden e a condenação de Bradley Manning (Wikileaks). 

A França teve como destaque a punição a dois portais que divulgaram dados do relacionamento entre Liliane Bettencourt e Nicolas Sarkozy. Os ingleses foram citados também pela pressão aos jornalistas do The Guardian na questão da NSA. O Brasil assumiu a posição de pior país das Américas para o trabalho dos jornalistas - graças ao que o relatório chamou de "Primavera Brasileira" e a morte de cinco profissionais no ano de 2013.    

Os piores países do mundo para o trabalho da imprensa são Síria (onde 130 jornalistas morreram trabalhando entre março de 2011 e dezembro de 2013), o Turcomenistão, a Coreia do Norte e a Eritreia. 

Tags: jornais, liberdade, países, pesquisa, ranking

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.