Jornal do Brasil

Sábado, 25 de Outubro de 2014

Internacional

Detidos no Vaticano homens que ameaçavam atear fogo a si mesmos

Agência ANSA

As forças de ordem imobilizaram e detiveram os dois homens que ameaçavam atear-se fogo em plena Praça São Pedro, provocando a interdição do espaço pela polícia italiana e pela gendarmaria vaticana.

    Ambos pertencem ao movimento dos Forconi, formado em princípio por agricultores, pastores e lavradores que lutam pela redução de impostos para o setor agrícola e pela melhoria do cenário político. Eles participaram ontem (10) de um protesto do grupo em frente ao prédio da Câmara dos Deputados, em Roma, e depois montaram uma barricada em uma igreja da capital da Itália.

    "Não temos trabalho, não te dão casa, não te dão nada, quem não paga os impostos é um parasita. Se os meus cinco filhos me olharem fazendo isso, eles também o farão, é uma vida de merda", disse um dos homens, que se chama Salvatore e é proveniente de Brescia, norte do país, enquanto segurava nas mãos uma garrafa cheia de gasolina e um fósforo. O outro foi identificado como Gaetano Ferrieri.

    Os dois ameaçavam botar fogo em si mesmos caso não fossem ouvidos pelo governo e também pediram asilo político ao Vaticano. Enquanto eram levados pela polícia, alguns incentivadores do protesto tentaram avançar contra os agentes de segurança. Inicialmente formado por trabalhadores do setor agrícola, o movimento dos Forconi se difundiu pela Itália no final do ano passado e ganhou o apoio de outras categorias, como os operários e comerciantes. O grupo protagonizou diversas manifestações no último mês de dezembro, muitas delas terminando em confronto com as forças de ordem. (ANSA)

Tags: Fogo, pedro, polícia, praça, são

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.