Jornal do Brasil

Terça-feira, 2 de Setembro de 2014

Internacional

Combates entre rebeldes islâmicos e governo deixam 41 mortos nas Filipinas

Agência Brasil

Pelo menos 41 pessoas morreram, desde o fim de semana, em confrontos entre os Combatentes Islâmicos de Bangsamoro e o Exército filipino na ilha de Mindanao, no sul das Filipinas, informaram hoje (29) fontes militares. No domingo (26), o Exército filipino começou uma ofensiva contra o grupo rebelde.

"Vamos continuar perseguindo o inimigo”, disse o porta-voz da sexta divisão de infantaria do Exército, coronel Dickson Hermoso, em coletiva de imprensa em Camp Siongco, na província de Maguindanao.

Os combates mais pesados ocorreram em Datu Piang, uma localidade de Maguindanao com 30 mil habitantes. O porta-voz militar acusou os rebeldes islâmicos de recrutarem menores como soldados.

O grupo Combatentes Islâmicos de Bangsamoro surgiu em 2010 de uma cisão da Frente Moro de Libertação Islâmica (FMLI), principal organização muçulmana armada das Filipinas. O grupo rebelde se opõe às negociações de paz com o governo.

Na Malásia, o FMLI e o governo filipino chegaram a um acordo, no sábado (25), sobre a última parte das negociações de paz, que pode pôr fim a um conflito armado de quatro décadas e que causou milhares de mortes.

Tags: . filipinas, CONFLITO, exército, islã, morte

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.