Jornal do Brasil

Sábado, 19 de Abril de 2014

Internacional

Ministra da Agricultura da Itália renuncia ao cargo

Agência ANSA

A ministra da Agricultura da Itália, Nunzia De Girolamo, renunciou ao cargo após ser envolvida em uma investigação de tráfico de influência na nomeação de dirigentes e nos contratos da Empresa de Saúde Local (ASL, na sigla em italiano) de Benevento, cidade onde nasceu.    

Segundo a política, que pertence ao Nova Centro-Direita (NCD), partido do vice-premier Angelino Alfano, ela não recebeu apoio suficiente do governo do primeiro-ministro Enrico Letta, de centro-esquerda. "Tomei essa decisão por minha dignidade. É a coisa mais importante que tenho e quero mantê-la a qualquer custo. Eu decidi deixar um ministério e um governo porque a minha dignidade vale mais do que tudo isso e foi ofendida. Não posso ficar em um governo que não defendeu a minha honra", afirmou De Girolamo em uma nota.    

O pedido de demissão foi aceito nesta segunda (27) por Letta, que assumiu o Ministério interinamente até que outro ministro seja nomeado. Essa é apenas mais uma das várias crises políticas que o premier teve que enfrentar desde que assumiu o poder, graças a uma frágil e inusitada coalizão entre a centro-direita e a centro-esquerda.    

De Girolamo chegou ao cargo como uma das principais aliadas do senador cassado Silvio Berlusconi, quando ambos ainda faziam parte do Povo da Liberdade (PDL). Quando o Cavaliere decidiu recriar o Forza Italia (FI) e abandonar a maioria governista, a ex-ministra rompeu com ele e se aliou a Alfano na fundação do NCD.

Tags: Berlusconi, crise, ministra, política, Renuncia

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.