Jornal do Brasil

Sábado, 20 de Setembro de 2014

Internacional

"País caiu na barbárie judiciária", diz Berlusconi

Agência ANSA

Condenado definitivamente por fraude fiscal e em primeira instância por prostituição de menores e abuso de poder, o ex-premier italiano Silvio Berlusconi disse nesta sexta-feira (24) que o seu país caiu em uma "verdadeira barbárie judiciária" e que um dia sua inocência será "plenamente reconhecida".

"Quanto maior é o meu empenho pelo bem da Itália, mais incessantes e odiosos se tornam os ataques contra mim. Mais uma vez eu reitero que não será isso que vai diminuir a contribuição que eu pretendo oferecer para dar ao país instituições que nos permitam ter uma verdadeira governabilidade", afirmou o Cavaliere.    

Em meados do ano passado, Berlusconi foi condenado em última instância a quatro anos de prisão por fraude fiscal no processo Mediaset, sentença que acabou levando à cassação do seu mandato de senador. Além disso, ele já recebeu uma condenação em primeiro grau a sete anos de cadeia por prostituição de menores e abuso de poder no processo Ruby, nome da jovem marroquina com quem ele teria mantido relações sexuais em troca de dinheiro quando ela ainda não tinha completado 18 anos.    

"Quando a minha inocência for plenamente reconhecida, graças àqueles juízes conscientes e privados de qualquer animosidade política que eu espero encontrar, os italianos poderão compreender a verdadeira barbárie judiciária na qual a Itália caiu", declarou o ex-premier.    

O Cavaliere também está envolvido em processos de corrupção de testemunhas em processos judiciários e de compra de senadores para derrubar o governo do ex-primeiro-ministro Romano Prodi.

Tags: itália, julgamentos, premier, sentenças, silvio

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.