Jornal do Brasil

Sexta-feira, 28 de Novembro de 2014

Internacional

Irã defende eleições "livres e democráticas" na Síria

Agência Brasil

Brasília - O presidente do Irã, Hassan Rohani, declarou hoje (23), em Davos, que "a melhor solução" para a Síria era "organizar eleições livres e democráticas", sem ingerências externas. Rohani discursou no Fórum Econômico de Davos, um dia depois de conversas tensas e inconclusivas sobre a crise síria terem ocorrido na Conferência de Paz Genebra 2, em Montreux, na Suíça.

"A melhor solução é organizar eleições livres e democráticas na Síria. Nenhum partido ou potência externos devem decidir pelo povo sírio e pela Síria", disse. A comunidade internacional deverá aceitar os resultados das futuras eleições, acrescentou Rohani.

A situação "é triste, mas também é triste que continuem a chegar terroristas" à Síria, "assassinos impiedosos de inocentes", afirmou o presidente iraniano. "Milhões de pessoas inocentes foram assassinadas, feridas ou ficaram sem casa neste longo inverno e todo o mundo devia fazer tudo o que fosse possível" para acabar com esta "situação miserável", ressaltou.

Na Conferência de Paz Genebra 2, o governo e a oposição sírios sentaram-se, pela primeira vez na mesma sala, rodeados de delegações de 40 países, além do secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, do secretário de Estado norte-americano, John Kerry, e do ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Serguei Lavrov.

A guerra civil na Síria causou mais de 130 mil mortos, pelo menos 500 mil feridos, milhões de refugiados e deslocados, desde o início do conflito, em março de 2011.

Tags: davos, fórum, genebra, irã, síria

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.