Jornal do Brasil

Sábado, 25 de Outubro de 2014

Internacional

Berlusconi é investigado por corrupção de testemunhas 

Agência ANSA

O ex-primeiro ministro italiano Silvio Berlusconi e seus advogados Niccolò Ghedini e Piero Longo, são investigados em Milão no inquérito chamado Ruby ter, por suspeita de corrupção de testemunhas em atos judiciários.

    Além de Berlusconi e seus dois advogados, mais 45 pessoas são investigadas no caso, informou hoje (23) o Procurador da Republica de Milão, Edmondo Bruti Liberati.

    A marroquina Karima El Mahroug, conhecida como Ruby, e algumas das garotas que participaram de festas em Arcore, mansão de Berlusconi, também estão sendo investigadas por supostamente terem sido corrompidas pelo ex-premier para testemunharem a favor dele no caso Ruby.

    Berlusconi foi condenado em primeira instância a sete anos de prisão e interdição perpétua de cargos públicos no caso Ruby, acusado de ter pagado para manter relações sexuais com a marroquina quando ela era menos de idade, fato que ela negou durante o processo.

    Por sua vez, Berlusconi criticou mais uma vez a Justiça italiana e reafirmou que não deixa a política.

    "Qualquer pessoas que na Itália quer ver uma sua razão ser reconhecida por um magistrado deve esperar anos e anos. Talvez uma década e até mais. E ainda têm a coragem de chamar tudo isso de justiça", afirmou o ex-premier.

    "Na Itália de hoje poderíamos dizer tranquilamente que 'A Lei é igualmente injusta para todos os cidadãos'", disse ele.

    "Eu estou aqui e fico aqui, sentindo clara e forte toda a responsabilidade que me foi concedida pela confiança e pelo voto dos cidadãos" , finalizou Berlusconi.(ANSA)

Tags: investigação, itália, milão, silvio, suspeita

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.