Jornal do Brasil

Quarta-feira, 26 de Novembro de 2014

Internacional

Papa pede para novos cardeais serem 'humildes'

Agência ANSA

O papa Francisco pediu para que os 16 religiosos que serão nomeados cardeais no próximo dia 22 de fevereiro recebam essa designação com "humildade" e "simplicidade". "Ser cardeal não significa receber uma promoção, nem uma honra ou condecoração. É simplesmente um serviço que exige a ampliação do olhar e o alargamento do coração", pediu o Pontífice em uma carta enviada aos 16 religiosos, entre eles o arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani Tempesta.

    "Por favor, recebam essa designação com o coração simples e humilde, evitando qualquer expressão de mundanidade e festejo excessivo ao espírito evangélico de austeridade, sobriedade e pobreza", orientou Francisco. Tempesta foi um dos responsáveis pela organização da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) no ano passado, que representou a primeira viagem internacional de Francisco. O anúncio da nomeação de 16 novos cardeais foi feito pelo Pontífice durante a celebração do Ângelus de ontem (12) e, segundo ele, representa a "profunda relação eclesiástica entre a igreja de Roma e as outras igrejas espalhadas pelo mundo".

    Na sua escolha, Francisco procurou respeitar o número máximo de 120 eleitores em um eventual conclave, já que a partir de maio faltariam exatamente 16 cardeais para atingir esse limite.

    O Pontífice também buscou atender a quase todos os continentes, com seis nomeações na América, duas na África e outras duas da Ásia, e países mais pobres, como Haiti, Burkina Faso, Filipinas e Costa do Marfim. (ANSA)

Tags: Francisco, igreja, papa, pontífice, vaticano

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.