Jornal do Brasil

Sexta-feira, 25 de Abril de 2014

Internacional

ONU pede calma a centro-africanos após renúncia do presidente

Agência Brasil

O representante especial da Organização das Nações Unidas (ONU) na República Centro-Africana, Babacar Gaye, pediu à população do país que mantenha a calma depois da renúncia do presidente, Michel Djotodia, e do primeiro-ministro, Nicolas Tiangaye.

Em comunicado divulgado neste sábado (11/01), o chefe do Gabinete Integrado das Nações Unidas para a Consolidação da Paz na República Centro-Africana apela aos membros do Comitê Nacional de Transição para que se mobilizem por um governo provisório e pede à população “calma e maturidade”.

A cidade de Bangui registrou, na última madrugada, nova onda de pilhagens, após a demissão de Djodotia. A demissão do presidente deixa o país sem governo até as eleições do novo Conselho Nacional de Transição, que funciona como um Parlamento provisório.

O Conselho de Transição é composto por 135 membros que foram nomeados em março do ano passado pelo chefe de Estado, incluindo os diferentes partidos políticos do país, o movimento Seleka e organismos da sociedade civil e das instituições públicas.

Ontem (10), o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, pediu à União Africana para organizar, o mais rápido possível, a força de interposição africana e considerou que a situação no país piorou, apesar da presença de 3.500 soldados de países africanos e de 1.600 soldados franceses.

*Com informações da Agência Lusa

Tags: áfrica, conflitos, demissão, djodotia, onu

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.