Jornal do Brasil

Sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

Internacional

Menina paquistanesa de 10 anos é torturada e morta

Crime foi cometido pela sua patroa, que a acusou de roubar 100 rúpias (R$ 2,30)

Agência ANSA

Uma garota de 10 anos que trabalhava como doméstica em Lahore, região central do Paquistão, foi cruelmente torturada e espancada até a morte após ser acusada de roubar 100 rúpias (R$ 2,30) pela família que a empregava.    

A notícia, publicada pelo jornal Pakistan Daily Times, provocou indignação e uma reação veemente de organizações para a defesa dos direitos humanos, segundo as quais o homicídio é apenas "a ponta do iceberg" da exploração sofrida pelos menores paquistaneses. 

A menina, chamada Irum, era a mais nova dos três filhos de Zubada Bibi, uma viúva que, para tirar a criança das ruas, decidiu mandá-la para trabalhar na casa de "pessoas de bem" em troca de um salário de 3 mil rúpias (R$ 65) ao mês.    

A patroa da garota confessou à polícia que a amarrou e torturou durante dois dias na presença do marido e do filho de 16 anos até que ela morresse para "dar-lhe uma lição". A autópsia confirmou que no cadáver foram encontrados 23 sinais de tortura.

Tags: lahore, menina, paquistao, patroa, tortura

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.