Jornal do Brasil

Quarta-feira, 23 de Abril de 2014

Internacional

Relato da execução de tio de ditador da Coreia do Norte seria 'trote'

Informação de que Jan Song-Thaek teria sido devorado por cães partiu de rede social chinesa

Agência ANSA

A notícia de que o tio do líder norte-coreano Kim Jong-Un foi devorado vivo por 120 cães pode ter sido um trote que nasceu na rede social chinesa Weibo, similar ao Twitter, de acordo com jornais britânicos e norte-americanos.

Há três dias, o diário de Hong Kong "Wen Wei Po", que tem laços estreitos com o Partido Comunista, publicou que Jan Song-Thaek, o número dois do regime de Pyongyang, tinha sido devorado em uma jaula por uma matilha, como forma de condenação por "tentativa de derrubar o Estado".

A Coreia do Norte anunciou oficialmente no mês passado a execução de Jan Song-Thaek. A especulação inicial era a de que ele havia sido fuzilado. A notícia de que o ex-número dois teria sido devorado por cães ganhou destaque no mundo todo.

No entanto, um engenheiro de computação norte-americano identificado como Trevor Powell teria descoberto que a informação partiu de uma publicação no Weibo. A postagem, do dia 11 de dezembro, foi visualizada mais de 290 mil vezes. O "Wen Wei Po" reproduziu a publicação, que logo se espalhou pela imprensa internacional.

Devido ao isolamento da Coreia do Norte, são constantes as especulações sobre as decisões do governo local. Isso também dificulta a presença de jornalistas estrangeiros, assim como a confirmação das notícias.

Tags: boatos, Coreia, morte, Norte, tio

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.