Jornal do Brasil

Quinta-feira, 24 de Abril de 2014

Internacional

Cem dias após protesto, ativista brasileira embarca para o Brasil nesta 6ª

Portal Terra

Cem dias após o protesto pacífico que resultou na prisão de ativistas do Greenpeace Internacional por autoridades russas, a brasileira Ana Paula Maciel, 31 anos, obteve nesta sexta-feira o visto de saída do país – último passo necessário para seu retorno para casa desde que a anistia dos 30 do Ártico foi aprovada pelo parlamento russo. A bióloga gaúcha embarca ainda hoje com destino ao Brasil. Ela segue a Porto Alegre, onde passará o Réveillon com a família.

"Deixo a Rússia da mesma maneira como entrei: de cabeça erguida e com a consciência limpa. Temos a convicção de que fizemos o bem para proteger o planeta para esta e as futuras gerações. É uma vergonha um país permitir que tamanha injustiça tenha acontecido para defender os interesses das empresas de petróleo",  declarou Ana Paula.

A brasileira e os demais 25 integrantes do grupo de nacionalidade não russa dependiam de uma autorização do Serviço Federal de Imigração para deixar o país, já que foram tirados de águas internacionais e levados presos pela guarda costeira. Todos os estrangeiros já obtiveram seu visto de saída. Até o momento, sete deles já deixaram a Rússia e o restante deve partir entre hoje e o fim de semana.

"Estou ansiosa por retornar a minha terra, mas não se pode falar em final feliz enquanto o Ártico continuar derretendo, a Amazônia se reduzindo, os oceanos se envenenando. Eu tomei uma atitude e assumi os riscos por enxergar a urgência de mudar os rumos da humanidade. Há muito trabalho pela frente e precisamos de toda a ajuda possível dos que se importam e acreditam em nosso trabalho", conclui Ana Paula. A ativista deverá desembarcar em Porto Alegre no sábado.

Tags: ártico, pacífico, protesto, reveillon, russia

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.