Jornal do Brasil

Segunda-feira, 21 de Abril de 2014

Internacional

Morsi e mais 450 detentos entram em greve de fome

Agência ANSA

Mais de 450 membros do grupo Irmandade Muçulmana que se encontram detidos no Egito entraram em greve de fome, entre eles o presidente deposto Mohamed Morsi.  

Eles protestam contra sua detenção, que consideram arbitrárias e fruto de perseguição, e reclamam do "tratamento desumano" com o qual afirmam estarem sendo tratados.    

Representantes do grupo informaram que muitas das pessoas detidas foram proibidas de receberem visita de familiares, assim como de receberem ajuda jurídica e cuidados médicos. Além de se encontrarem "em celas superpovoadas e insalubres".

Tags: Egito, irmandade, muçulmana, presos, protesto

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.