Jornal do Brasil

Domingo, 20 de Abril de 2014

Internacional

Governo dos EUA relaxa exigência de contratação de novos seguros médicos

Agência Brasil

Washington – O governo norte-americano anunciou nessa quinta-feira (19) que não multará aqueles que não contrataram um seguro médico depois de terem sido notificados de que as suas coberturas ficarão suspensas por não alcançar o mínimo obrigatório.

A medida é adotada a quatro dias do fim do prazo para a contratação de um seguro médico, que entra em vigor em 1º de janeiro, como prevê a reforma da área de saúde feita pelo presidente Barack Obama.

Nas últimas semanas, milhões de norte-americanos receberam notificações de que os seus seguros médicos não cumprem o mínimo exigido pela reforma e que, por isso, ficarão suspensos, a não ser que contratem seguros mais caros.

O Departamento de Saúde dos Estados Unidos decidiu ampliar uma cláusula especial que exime essas pessoas da obrigatoriedade, sob pena de multa, de contratar um seguro melhor. Por isso, os seguros abaixo do mínimo exigido poderão continuar em vigor.

A secretária da Saúde norte-americana, Kathleen Sebelius, disse, em comunicado, que o objetivo é permitir a “transição o mais suave possível”.

A medida é anunciada depois da onda de críticas contra Obama, por ter prometido àqueles que já tinham um seguro que poderiam manter o benefício, o que não se verificou no caso de não ser cumprido o mínimo exigido pela reforma.

Tags: cobertura, estados, mínimo, seguro, unidos

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.