Jornal do Brasil

Sábado, 19 de Abril de 2014

Internacional

Intérprete de sinais do funeral de Mandela é internado em hospital psiquiátrico

Agência Brasil

Joanesburgo – O intérprete de sinais Thamsanga Jantjie, que trabalhou no funeral de Nelson Mandela e alegou esquizofrenia depois de ter sido acusado de fraude, foi internado em um hospital psiquiátrico, informou a imprensa sul-africana.

Sua atuação gerou polêmica pela tradução para a linguagem de sinais de intervenções de autoridades, como o presidente norte-americano, Barack Obama, e dos filhos de Mandela na cerimônia da semana passada. Especialistas em linguagem gestual comentaram que o trabalho de Jantjie não passou de “agitar os braços” e de “gestos engraçados”.

De acordo com o jornal Star, a mulher do tradutor levou o marido a um hospital psiquiátrico perto de Joanesburgo, onde foi sugerido o internamento imediato. O jornal informa que ele tinha uma consulta agendada no hospital para o dia 10, mas faltou por ter sido contratado para as cerimônias fúnebres do ex-presidente sul-africano.

Jantjie alegou ser um tradutor qualificado e explicou que o seu comportamento no funeral foi causado por um ataque de esquizofrenia que o desconcentrou.

O governo da África do Sul apresentou um pedido de desculpas à comunidade de portadores de deficiência auditiva pelo incidente.

Tags: líder, Mandela, morte, Nobel, PAZ

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.