Jornal do Brasil

Sábado, 19 de Abril de 2014

Internacional

Washington Post: população terá que exigir a sua privacidade

Jornal do Brasil

O artigo do escritor Eugene Robison divulgado no jornal Washington Post, nesta quarta-feira (18/12), sugere que os oficiais norte-americanos eleitos não estão empenhados em frear as ações da Agência Nacional de Segurança (NSA) e continuam interessados nas comunicações e movimentos da população. Robison diz que, se os americanos quisserem de volta a sua privacidade, terão que lutar por ela. Ele esclareceu que após as denúncias de Edward Snowden, há meses, a vigilância externa continua atuante nos telefonemas domésticos. "Toda vez que você discar, o governo pode descobrir quem, o quê, quando e onde", afirma o artigo.

Robison chamou as explicações do presidente Barack Obama de "conversa paternalista" e considerando "saudável" um possível debate sobre a vigilância e privacidade, a segurança e liberdade. O escritor comentou uma entrevista do ex-diretor da NSA, Michael Hayden, que abordou num canal de TV americano a desconsideração à Quarta Emenda, que define as condições necessárias para as pesquisas das comunicações dos cidadãos, devendo haver uma suspeita razoável para tal medida e não apenas a totalidades das circunstâncias em que o cidadão se encontra.   

O texto afirma que foi graças à Snowden que as ações da NSA tornaram-se públicas, incluindo não só telefone e Internet das empresas, mas também os canais de comunicação que passam por fibra óptica, tanto nacionais como estrangeiras."E aprendemos que os dados relativos a, pelo menos, alguns norte-americanos são ingeridos, já que a NSA tem acesso a alguns de cinco bilhões de registros de localização de celulares por dia", destaca o artigo

Segundo Robison, as tentativas na Câmara e no Senado no sentido de coibir a coleta de dados pela NSA devem ser inúteis, já que muitos políticos defendem vigorosamente as práticas da agência de inteligência. "Quanto a Obama, ele tem trabalhado para dar a vigilância da NSA mais do que na administração Bush, mas não para controlá-la", diz o artigo.

Tags: agência, espionagem, Obama, segurança, snowden

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.